Camilla e Érick

01 de junho de 2016 / Comentários

O amor pode ser expressado das mais variadas formas possíveis… Se você conseguisse reunir todas as características e formas de amar catalogando o amor, este se transformaria em algo finito! Mas, como ele é infinito, porque são inúmeras as formas de expressá-lo e de vivê-lo,  não é possível sair por aí tentando fazer um dimensionamento do amor, pois quando o sentimos verdadeiramente se torna impossível medir o seu tamanho.

Amar é a forma mais simples  e sublime que um ser pode encontrar como solução para uma vida melhor… Diante da vida complexa dos tempos modernos a banalização dos sentimentos visitam vários corações vazios e fazem de reféns muitas pessoas que um dia já foram amadas de alguma forma! Quando nos referimos ao amor, estamos nos remetendo a todos os tipos de amar: ao amor entre um homem e uma mulher, ao amor de pai e mãe, amor de irmãos, de amigos, colegas de trabalho, amor ao seu animal de estimação, amor ao seu trabalho e as pessoas que lá estão, ao amor em sí no sentido mais profundo e abrangente do sentimento.

Quando o amor é exercido se descomplica o complicado;

Simplifica o complexo;

Desarma os “armados”

Conquista os jamais conquistados;

Alegra os tristes e oprimidos;

O casamento é um ato de amor! É um dia para celebrar o sentimento de um casal e suas famílias onde tudo deve ser recíproco entre todos que ali estão!

Com a Camila e o Érick não foi diferente! Eles vivem um amor incondicional e um respeito muito grande um pelo outro!

E a reciprocidade de todo esse amor  também é muito evidente em suas famílias! Foi incrível o quanto percebemos a união e a interação de todos eles em prol da realização desse grande sonho!

O amor tem dessas coisas! É lindo de se ver e sublime de sentir…